O QUE VOCÊ MUDOU ATÉ AGORA, FOI SUFICIENTE?

 

Uma pergunta surge após implementarmos uma série de ações de melhorias em um determinado processo e/ou até na empresa como um todo.

Tenho tido sucesso?

As ações tem sido eficazes?

As ações comparadas aos resultados atingiram os objetivos?

As ações e seus resultados colocaram a empresa no “estado da arte”?

As partes interessadas estão positivamente surpresas com suas mudanças?

Um percentual altíssimo das ações de melhorias implantadas por nossas empresas parecem ter somente riscado o verniz das necessidades da empresa e grande parte dos problemas persistem e/ou retornam, pior, não geram diferenciais competitivos.

Aparentemente o sucesso para que as transformações e a busca de diferencial competitivo deem certo, passa por duas forças que na realidade promovem as transformações, a #INOVAÇÃO e sua parceira intima a #CRIATIVIDADE.

Não podemos esquecer os agentes transformadores o #COMPROMETIMENTO e a #COMPETÊNCIA

Por vezes uma inovação no layout, pode aumentar muito a produtividade, por outro lado criar uma ferramenta de apoio minimiza perdas.

Por que não criar um processo totalmente inovativo para atender as necessidades de seu cliente? (ex.: fazer a montagem em seu fornecedor).

Por que ter uma ou mais estações de entrega? Entregue direto no cliente final.

- Mas cada processo é um processo e cada produto é um produto e não dá para generalizar.

- Tens razão, porém, nos tempos que se chama hoje, não dá para não tentar inovar, não tentar ser criativo, não buscar novas formas de fazer o obvio.

Mas o que é o obvio?

  • É comer com garfo e faca e não virar o prato na boca.
  • É não lavar sua roupa numa poça de água suja, etc., etc., etc.

            O que quero deixar claro é que não pode existir diferencial competitivo se não houver comprometimento, competência, inovação e criatividade, essas disciplinas são a força motriz do processo competitivo gerando nas partes interessadas um sentimento de #confiabilidade.

 

As perguntas devem ser:                               As respostas foram:

Precisamos de energia?                                - Inovamos com eólica e a solar.

O motor tem que ser a explosão?                  - Temos hoje o carro elétrico

Taxi? – temos Uber                                      - Uber? (em breve teremos carros autônomos)

Hotéis?                                                       - Temos Airbnb

Água quente?                                              - Aquecimento solar

Etc., Etc., Etc.

 

Palavras assassinas tem sido seu modo de atuação?  “Não dá, é muito complicado, ficou louco, ele quer aparecer, ideia caríssima”.

 

Ideias podem e devem ser estimuladas, discutidas, testadas e essas podem surgir em diversos níveis da empresa e ouvi-las e incentiva-las é nossa obrigação.

 

Deveríamos ter em mente estes questionamentos:

  • Como posso melhorar nossos produtos e/ou serviços?
  • Como ser mais produtivo?
  • Como posso produzir mais com um custo menor?
  • Como promover a inovação e a criatividade dentro da empresa?
  • Nosso nível de competência é o mais indicado para buscarmos a liderança no mercado?
  • O que podemos fazer para permanecermos no “estado da arte” em termos de competência?
  • Como melhorar nossos indicadores de #performance?

Esses são alguns questionamentos os quais deveriam fazer parte do nosso cotidiano, acompanhado dos indicadores de resultado do lucro e da quantidade produzida.  

Criando e inovando, vamos transformando a empresa. Porém, só tem um problema: Tudo é resultado de um componente importante: O SER HUMANO.

O ser humano, ele quando confiável, é o agente que adquire a competência, desenvolve o comprometimento, promove a inovação, cria, renova, busca novas formas de fazer, o prestigio é dele e nele temos que voltar nossas atenções. 

Sempre a introdução de novos métodos de trabalho, mudanças nos patamares de performance, mudanças de #processos e inovações nos produtos e serviços serão a força motriz do crescimento da empresa e da melhoria da competitividade desta, consequentemente do crescimento dos #resultados, do lucro e do aumento da #produtividade.

 

Pense nisso!

Assine nossa Newsletter

1-desenvolvido_por.jpg

Please publish modules in offcanvas position.